Press "Enter" to skip to content

Zuckerberg vai responder o Parlamento Europeu sobre vazamento de dados

Bruxelas – O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, vai comparecer perante membros do Parlamento Europeu para responder perguntas sobre o uso indevido de dados de usuários por uma consultoria política, disse o presidente do Parlamento nesta quarta-feira.

A maior rede social do mundo passa por escrutínio em relação à forma como lida com dados pessoais após revelações de que a consultoria britânica Cambridge Analytica, que trabalhou para a campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos em 2016, acessou indevidamente os dados de 87 milhões de usurários.

“O fundador e presidente-executivo do Facebook aceitou nosso convite e estará em Bruxelas assim que possível, talvez já na próxima semana”, disse Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu, em um comunicado. Zuckerberg vai se reunir com líderes partidários e membros do comitê de liberdades civis.

“Eu saúdo a decisão de Mark Zuckerberg de comparecer perante representantes de 500 milhões de europeus. É um passo na direção correta rumo a restaurar a confiança”, disse Tajani.

O parlamento britânico também solicitou que Zuckerberg respondesse perguntas de legisladores, mas quem compareceu à audiência foi o vice-presidente de Tecnologia da empresa.